Revertendo o irreversível

I Reis 20:1-11

Introdução: Ezequias era rei de Judá, reino do sul, cuja capital era Jerusalém. Recebeu uma visita do profeta Isaías, que deu a ele um ultimato quanto a sua doença: ordena a tua casa, porque morrerás…
Nessa história do rei Ezequias, nós vamos aprender como a oração pode reverter situações difíceis e até humanamente irreversíveis. A oração de um justo pode muito em seus efeitos. A oração possui um poder ilimitado. Orar é invadir o terreno do impossível. Orar provoca o sobrenatural.

Independe da condição financeira – era rico, tinha muitos e melhores recursos.
Independe da posição que se ocupa – era rei, um homem forte em termos de privilégios.
Independe do conforto – morava num luxuoso palácio.
Independe da condição espiritual – foi um rei que procurava agradar a Deus.

A melhor atitude diante das situações negativas é a oração. Não podemos negligenciar cuidados científicos, mas jamais ignorar a necessidade de orar.
– A oração move o braço de Deus a favor do necessitado. Deus se propõe ouvir aqueles que pedirem, baterem, buscarem.
– A oração nos leva a sermos surpreendidos de forma positiva, Jr 33:3.
– A oração leva a vermos que Deus faz muito além do que pedimos ou pensamos, Ef 3:20.
Não é a força da pessoa que ora, mas o poder de Deus que opera o milagre. Exemplo: o intercessor tinha uma voz fraca, mas não significa que tinha menos autoridade.
O segredo da oração forte está em 2Cr 7:13-14.

O poder de Deus se une à fé humana, devido a qualidade e não quantidade. Fé como grão de mostarda remove montanhas.

Deixe um comentário