O novo “ser” do cristão

Aquele que está em Cristo é uma nova criatura, e por consequência, sua vida precisa ser pautada em um novo horizonte, 2Co 5:17. Paulo mostrou isso de forma clara, quando disse “Pelo que deixai a mentira e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros” (Ef 4:25). Aos colossenses ele falou que se alguém ressuscitou com Cristo deve não só buscar, mas também pensar nas coisas do alto, Cl 3:1-2. Tiago declarou que é do alto que vem as nossas dádivas, Tg 1:17.

O apóstolo Paulo era muito bem definido quanto a sua identidade e seu propósito cristão. Ele sabia onde queria chegar e o que isso envolvia, por isso não olhava para as circunstâncias, mas para o alvo, 2Tm 1:12).

Aos Romanos, Paulo, mostrou sua convicção quanto ao Evangelho. Ele que havia sido um dos maiores opositores, inclusive perseguindo duramente todos aqueles que acreditavam em Jesus, após sua conversão genuína afirmava com determinação: “Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego” (Rm 1:16).

Deixe um comentário