Jesus nosso pastor excelente

“Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas” (João 10:11).

Jesus veio ao mundo para agregar, pastorear e comandar seu rebanho ao melhor de Deus. Um pastor diferenciado de todos os demais líderes religiosos, pois somente Ele deu sua vida pelas ovelhas. Ficou evidente seu cuidado especial com cada uma de suas ovelhas. Uma das suas grandes preocupações era trazer de volta as ovelhas que estivessem desgarradas, dando-lhes um tratamento especial e distinto no sentido de curar as feridas, livrá-las dos perigos e proporcionar segurança eterna.

Quando Ele escolheu seus discípulos, amou-os até o fim, apesar de ser uma equipe que demonstrava muita instabilidade e erros grosseiros. Não via isso como problema, mas oportunidade de demonstrar seu verdadeiro e real amor, modelando-os conforme os propósitos divinos. Um dos exemplos de restauração foi o de Pedro, que negou-lhe três vezes, mas foi a ele que Jesus disse: “apascenta as minhas ovelhas” (Jo 21:17).

Ao dizer que era o bom pastor, Jesus estava distinguindo-se dos muitos líderes que apareciam transfigurados de pastores, mas se tratavam de lobos devoradores, cujo interesse era apenas extrair o que pudessem das ovelhas para satisfação própria. Jesus vai além dizendo que Ele não tirava a vida das ovelhas, mas ao contrário dava a sua vida por elas.

O salmista Davi testemunhou no Salmo 23 que o Senhor sendo nosso pastor haverá sustento, bem estar e maior segurança. Jesus estabeleceu pastores, que são condutores espirituais que prestam cuidados ao seu rebanho, a igreja, não sendo dominadores, mas servindo-lhes de exemplo e que as suas ovelhas deveriam atentar para o que ensinam, pois velam pelas nossas almas, como quem tem que dar contas delas, Ef 4:11; Hb 13:17; 1Pe 5:3.

 

Pr. Wanderley da Silva

Deixe um comentário