Largueza Real ou Fictícia?

Em Êxodo 17, versos 1 a 7, mostra que na caminhada do povo hebreu para a terra prometida havia chegado um momento crítico. Chegaram a Refidim, cujo significado é “largueza”. Era o lugar de acampar, mas havia falta de água. Largueza só no nome, pois o que havia era um sério problema. Deus sabe tratar bem o caráter do seu povo. Era necessário que enfrentassem essa e outras adversidades, a fim de revelarem o que havia em seus corações.
O deserto não é lugar para conforto, mas para instrução. John Maxwell disse em seu livro Segredos da Atitude, Editora Mundo Cristão, que “quando Deus quer instruir uma pessoa, não envia para a escola das bênçãos, mas para a escola das necessidades. Grandes líderes aparecem quando as crises acontecem”.
Devemos vigiar nos momentos de dificuldades, pois as pressões têm servido para lapidar pessoas para servirem melhor e mais capacitadas, mas por outro lado, não podemos negar que é nesses mesmos momentos que muitos têm se perdido completamente.
Cada pessoa que serve a Deus precisa acreditar na provisão divina. As pressões geradas pela incredulidade, mesmo que momentânea, não produzem nada que glorifique a Deus. Aproveitemos os momentos de desafios para compormos as belas canções de fé.

1Jo 5:4 Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé. 5 Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?

Deixe um comentário