Quem Poderá me Socorrer?

SOCORRO, EU PRECISO DE AJUDA!
Ec 4:9-12; Gl 6:2
Quem vive sozinho já experimentou o quão amargo e desgastante é a solidão. Há enormes desafios que se apresentam e precisamos de alianças para que possamos ultrapassá-los. Na hora sombria vemos o quão importante é ter alguém ao lado. O apóstolo Paulo falou que somos entregues à morte todos os dias, isto é, nunca podemos nos dar ao luxo de achar que somente viveremos num “mar de rosas”:
Há muitos que estão feridos profundamente e que estão sangrando. Alguns têm dificuldade de cicatrização. O melhor curativo é o amor.
Outros estão tomados de temores e estão vivendo assustados, inseguros. Estes precisam sentir o calor humano da presença de um amigo em quem confiam.
Muitos têm banhado de lágrimas seus travesseiros e parecem que são inconsoláveis. É necessário que tenham uma companhia carinhosa.
Há muitas pessoas que não sabem mais o que é uma boa noite de sono, pois vivem em constantes pesadelos.
Muitos deixaram de sonhar, pois foram envenenados pelo pessimismo e se conformaram com a derrota e o fracasso.
Se não cuidarmos uns dos outros podemos ser encurralados pelas crises infernais, pois elas possuem o poder de arrombar a porta da nossa vida e entram surpreendentemente, trazendo muitos prejuízos e enclausurando-nos a alma levando-nos ao fundo do poço.
Essas crises ao se instalarem em nossa vida podem abalar a nossa família, o relacionamento conjugal, enfraquecer o diálogo dos pais com os filhos e levar embora a paz que um dia reinou dentro do lar. Muitos são os problemas que podem florescer na vida. Uns passam pelo vale da crise financeira: é o desemprego, o prejuízo súbito, a expectativa frustrada, a promessa que não se cumpriu. Outros enfrentam o drama da enfermidade: ela chegou trazendo em sua bagagem o medo, roubando o vigor, embaçando os olhos, encurtando os dias, apressando a morte. Há aqueles que sofrem por causa do casamento que se adia e outros que sofrem porque o casamento tornou-se um cenário de mágoa, decepção e dor.
Pior do que o sofrimento é abafá-lo e curti-lo sozinho. Há pessoas que estão morrendo sufocadas pela solidão. Há aqueles que não repartem sua dor, por medo de censura, ou para se “protegerem”. Muitos colocam uma máscara e fingem que estão bem, quando por dentro estão gemendo e precisando de ajuda. Outros vivem na caverna da solidão, porque se decepcionaram com os falsos consoladores.
O veredicto de Deus é que não é bom que o homem esteja só. Não fomos criados para o isolamento. Gente precisa de gente. Precisamos de alguém que esteja do nosso lado, que seja nosso igual, que possa nos olhar nos olhos, sentir a nossa dor, levar a nossa carga e nos socorrer na caminhada.
A igreja é uma família, onde os membros não podem viver isolados. Somos um corpo onde cada membro coopera e serve um ao outro.
Precisamos
Amar uns aos outros,
Servir uns aos outros,
Perdoar uns aos outros e
Carregar as cargas uns dos outros.
Precisamos aprender a chorar com os que choram e a nos alegrarmos com os que se alegram.
Não estamos competindo uns com os outros.
Não somos rivais, somos parceiros, membros do mesmo corpo, filhos do mesmo Pai, cidadãos da mesma cidade celestial.
Precisamos partir o pão de casa em casa e repartir o pão com aqueles que não o tem.
Precisamos levantar o caído, fortalecer o fraco e encorajar o desanimado, ser pacientes com todos, tolerantes com os fracos na fé e terapeutas dos feridos.
A igreja é lugar de cura e não de culpa.
É lugar de libertação e não de adoecimento.
É lugar de perdão e não de acusação.
É lugar de comunhão e não de isolamento e solidão.
Somos gente! Temos problemas! Não somos super-heróis nem super crentes. Temos fraquezas, limitações, necessidades.
Ainda não chegamos ao céu. Não fomos ainda glorificados. Estamos a caminho, precisamos de ajuda. Não fique engasgado com sua dor. Bote para fora aquilo que está atormentando a sua alma. Grite por socorro. Deus o ouvirá, nós o ouviremos. Juntos seremos mais fortes. Um cordão de três dobras não se arrebenta com facilidade. O caído será levantado. O perdido será encontrado. O necessitado será assistido e juntos triunfaremos. As coisas não precisam ser o que sempre foram. As marcas de dor do passado podem ser apagadas. Um futuro novo pode surgir. O presente pode ser transformado pelo poder de Deus. As fontes da nossa cura podem brotar. Saia da sua caverna e grite: Socorro, eu preciso de ajuda!

Deixe um comentário