Quem tem confiança não teme a luz

“Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus” (João 3:21).
Como diz o ditado “quem não deve não teme”, assim também são aqueles cujas obras são feitas dentro dos princípios estabelecidos por Deus. A verdade torna a pessoa livre. O melhor “travesseiro” é aquele chamado “boa consciência para com Deus e com os homens” (At 24:16). As obras daqueles que temem a Deus e seguem as orientações do Espírito Santo servem de testemunho e referência àqueles que lhes cercam, seja na família, no trabalho, na igreja, ou em qualquer lugar.
Não temer a luz significa que tudo é realizado de forma irrepreensível, coerente e responsável. Nesse caso, Jesus disse que “de tal modo brilhe a vossa luz diante dos homens, que eles vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus” (Mt 5:16). Sabemos que enquanto o bem vai devagar, o mal vai a toda velocidade. No entanto, cada cristão deve evidenciar em todos os setores onde estiver inserido seu zelo e empenho sempre pelo melhor e pelo correto. Enquanto o mal escandaliza, é conveniente que tenhamos coragem de mostrar que existe o bom e o correto, mesmo que tudo ao redor esteja desacreditado e caótico.
Aqueles que ocorrerem em erros e falhas devem ser transparentes, mesmo porque não há ninguém perfeito, mas a confissão perante a verdade torna a situação melhor do que quando ocultada. Confessar o erro cometido é honestidade, enquanto ser descoberto em erro caracteriza desonestidade. “Filhinhos meus, isto vos escrevo para que não pequeis. Mas, se alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo” (1Jo 2:1).
Pr. Wanderley da Silva

20140414-101230.jpg

Deixe uma resposta