Frutificando no Reino de Deus

“Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda” (João 15:16).

Jesus foi quem nos aceitou para que pudéssemos ser vidas produtivas. Muitos chegaram à igreja com sentimentos esmagados, sendo vítimas de rejeição, desprezo, tomados de amargura e frustração. No entanto, se depararam com Deus que recebe com amor todos aqueles que são considerados desprezíveis seja na sociedade e até na família.

Através de Jesus podemos viver uma vida diferenciada. Ele faz com que a nossa vergonha seja trocada por uma dupla honra. Toda a esterilidade é vencida e começam a surgir em cada um os frutos que trazem honra e dignidade. Não somos mais um onde estamos inseridos, mas somos o diferencial. Fazemos falta quando não podemos estar presentes seja em qualquer setor em que estamos inseridos.

Felizes são aqueles que procuram viver dentro dos propósitos de Deus. Diz o salmista que “serão como árvore plantada junto as correntes das águas e dão o fruto na estação própria, cujas folhas não caem e tudo quanto fizer será bem sucedido” (Sl 1:3).

Jesus disse que seremos conhecidos pelos frutos que evidenciamos. O caráter de uma pessoa se mostra através de seu comportamento e atitudes diante das circunstâncias adversas.

Não é nada difícil corresponder a expectativa divina de produzir. O fruto é natural para a árvore. Faz parte da sua natureza. Jesus disse que aqueles ramos que não produzirem serão cortados e secarão e serão lançados no fogo; por outro lado, há o cuidado também com aqueles que produzem sendo podados para que se fortaleçam cada dia e produzam mais ainda.

Você já percebeu que quanto mais frutos uma árvore produzir mais pessoas irá atrair. Uma árvore estéril fica solitária. Deus quer que multidões estejam ao teu lado. Frutifique muito, pois Ele te deu potencial para isso. Nele a gente pode superar todas as fraquezas e viver uma vida abundante.

Deus te abençoe!

Deixe um comentário